Olhar Certo / 23/01/2020 / Doenças oculares

Cigarro e visão: entenda a relação entre fumar e as doenças oculares

Os efeitos adversos do cigarro na saúde, como o câncer, as doenças cardíacas e respiratórias são amplamente divulgados. No entanto, os riscos da relação entre cigarro e visão são menos conhecidos.

Neste post, vamos falar um pouco sobre esse vilão para a saúde dos olhos e como o hábito de fumar pode desencadear doenças oculares. Vamos lá?

Cigarro e visão: como o fumo prejudica a saúde ocular?

A fumaça produzida pelo fumante segue dois caminhos. Parte dela é inalada, de modo que o corpo é bombardeado com uma grande quantidade de substâncias nocivas que acabam caindo na corrente sanguínea, podendo chegar à região ocular. Outra parcela, não absorvida pelo corpo, sobe em direção aos olhos.

A longo prazo, isso pode desencadear uma série de problemas que comprometem a saúde dos olhos. Conheça, a seguir, alguns deles.

Degeneração Macular Relacionada à Idade

Dissemos acima que substâncias nocivas do cigarro podem chegar à corrente sanguínea, certo? Como a retina é uma região que necessita de muita irrigação, esses elementos podem prejudicar sua vascularização.

É por esse motivo que o tabagismo está associado ao risco da Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI). A doença pode causar a deterioração da retina, deixando a vista embaçada, distorcida e até levar à perda da visão. 

De acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), os fumantes têm de 2 a 3 vezes mais chance de desenvolver essa doença ao longo da vida.

Catarata

O cigarro também prejudica a transparência do cristalino, que atua como uma lente para nossos olhos. Com o tempo, o fumo pode favorecer ou prejudicar a opacidade dessa estrutura, levando ao surgimento da catarata.

Para você ter uma ideia, o fumante triplica a chance de desenvolver a doença. E o problema não para por aí — mesmo após abandono do cigarro, ex-fumantes podem desenvolver catarata.

Glaucoma

Essa doença, caracterizada pelo aumento da pressão intraocular, é uma das maiores causas de cegueira no mundo. E o fumo ainda pode agravar o glaucoma.

As substâncias presentes no cigarro levam à obstrução dos vasos sanguíneos e veias, o que aumenta a pressão intraocular. O tabagismo também contribui para o enrijecimento das veias, dificultando a circulação sanguínea e piorando o quadro de glaucoma.

Síndrome dos olhos secos

O tabagismo também prejudica a lubrificação ocular, levando à síndrome dos olhos secos. Ela provoca vermelhidão nos olhos, irritação e coceira, os deixando inflamados e bastante sensíveis à luz. Esse problema pode acometer, inclusive, os fumantes passivos. 

Mudanças na percepção de cores

Um estudo realizado pela Universidade Federal da Paraíba e pela Rutgers University revelou alterações na visão de fumantes.

Os pesquisadores identificaram mudanças na percepção das cores verde, azul, vermelho e amarelo entre fumantes compulsivos, que consumiram pelo menos 20 cigarros por dia. E constataram, ainda, uma menor capacidade de discernir contrastes, quando comparados a não fumantes. 

Agora você já sabe como cigarro e visão estão diretamente relacionados. Além disso, conheceu os malefícios do tabagismo para a saúde dos olhos tanto para os fumantes quanto para as pessoas que estão à sua volta.

O cigarro pode, ainda, desencadear e agravar doenças graves, como DMRI, catarata e glaucoma. Para proteger a visão, é importante abandonar o hábito de fumar e procurar o oftalmologista para avaliação dos olhos.

 

Quer se manter informado sobre os cuidados com a saúde ocular? Então assine a nossa newsletter!

Saiba mais

Interessou-se sobre o assunto?
Entre em contato conosco e converse
com um oftalmologista da nossa equipe!

Entre em contato
Últimas Postagens