O que é maculopatia? Conheça os tipos e saiba como tratar

Você presta atenção em todos os detalhes? Percebe um pequeno buraco na roupa, observa a textura das folhas de uma árvore e vê de longe um arranhado na tela do smartphone? 

Se você não consegue reparar tão bem assim nesses pormenores, tem a visão embaçada e enxerga linhas tortas e onduladas ou até mesmo manchas escuras, é melhor ficar atento. Você pode ter maculopatia, uma doença que atrapalha a realização de tarefas comuns do dia a dia, como ler e dirigir. 

Quer saber mais sobre essa patologia? Continue a leitura que vamos explicar o que é maculopatia para você.

A mácula

Antes de falarmos sobre a doença, precisamos citar uma pequena estrutura presente em nossos olhos, mais precisamente na retina: a mácula. Essa área específica tem a cor amarelada, possui cerca de 5 milímetros e é responsável pela visão central e pela percepção minuciosa de objetos e paisagens. 

O que é maculopatia? 

Chamamos qualquer lesão que surja na mácula e comprometa a visão de um indivíduo de maculopatia. A doença se apresenta de diversos tipos, cada um com origem, sintomas e tratamentos diferentes. Veja a seguir alguns deles. 

Maculopatia diabética

É provocada pelo agravamento do quadro de diabetes. É o tipo mais frequente de maculopatia por ser causada por uma enfermidade cada vez mais comum entre a população; além disso, ela pode afetar tanto a mácula quanto a retina. 

O principal sintoma é a visão turva, que pode desencadear uma hemorragia. O melhor tratamento para a doença é a prevenção: as pessoas portadoras de diabetes devem realizar o exame de fundo ocular pelo menos uma vez por ano. 

Maculopatia degenerativa

É associada ao envelhecimento, sendo muito frequente em pessoas com mais de 65 anos, mas existem casos entre jovens e crianças devido ao fator genético da patologia, que também recebe o nome de degeneração macular.

O portador costuma ver manchas escuras em seu campo visual e não percebe mais os objetos tão brilhantes como antes. O tratamento depende do estágio da doença, variando entre exames oftalmológicos, ingestão de vitaminas e injeções nos olhos. 

Maculopatia miópica

É causada pela miopia, ou seja, pelo maior alongamento do olho. Também pode estar associada a doenças oculares, como descolamento de rotina, cataratas e glaucoma. 

A maculopatia miópica provoca dificuldades para se enxergar objetos e pessoas a uma distância maior, por isso, é comum que os portadores forcem os olhos frequentemente. O diagnóstico precoce é fundamental, visto que o uso de óculos pode ajudar no problema.

Maculopatia solar

Trata-se de uma lesão causada pela observação direta do sol por mais de 90 segundos sem proteção adequada, podendo desaparecer após o período de duas semanas ou evoluir para uma baixa da visão.

O sintoma mais comum é a dor de cabeça após a exposição solar, logo, para prevenir essa doença, é fundamental o uso de óculos escuros em dias ensolarados. 

Por fim, faz-se importante dizer que a maculopatia não tem cura, mas o diagnóstico precoce proporciona mais qualidade de vida para os portadores, logo, é fundamental consultar um médico especialista regularmente e realizar o tratamento adequado para o tipo da doença. A visita ao profissional é fundamental para o diagnóstico e a prevenção de inúmeras enfermidades, então, não deixe de se consultar e cuidar da sua saúde.

Gostou deste conteúdo? Então, saiba mais sobre a importância do oftalmologista.


Publicado em 23/12/2020

Posted in Doenças oculares

assinatura site

Olhar Certo Clínica Oftamológica © 2021 - Todos os Direitos Reservados.