Olhar Certo / 20/05/2020 / Dicas

Você conhece as principais partes do olho humano?

O globo ocular é realmente incrível: responsável pelo sentido da visão, nos permite contemplar a natureza, olhar no olho de quem mais estimamos, ler e enxergar uma infinidade de cores. Mas, para visualizarmos as imagens com nitidez, é necessária uma sintonia entre as funções das diferentes partes do olho.

Quer entender melhor como funciona cada das estruturas que compõem esse 
órgão tão delicado e complexo? Então não deixe de conferir o nosso post!

Córnea

Constituída de um tecido transparente, a Córnea recobre a parte da frente do olho e tem a função de focalizar a luz, visto que funciona como uma lente sobre a íris e pupila. Uma de suas funções é a de proteger o olho contra traumas e contaminações.

Esclera

Também chamada de esclerótica, a esclera é chamada popularmente de “a parte branca do olho”, e tem as funções de proteger as estruturas mais internas do órgão e de fixar os músculos extraoculares que permitem o movimento dos nossos olhos.

Íris

Entre as partes do olho, a Íris é a porção que leva a coloração dos olhos, que pode ser castanho, verde, azul ou com outras variações de tonalidade. Localizada atrás da córnea, quando exposta a luz fraca, a íris permite o aumento de tamanho da pupila e sob luz forte se contrai, como forma de proteção, reduzindo o tamanho da pupila e da entrada de luz.

Pupila

A pupila permite que as pessoas enxerguem mesmo com as variações de luminosidade. Assim, se está muito claro ela se fecha para entrar menos luz no olho; se está mais escuro, ela se abre para favorecer a visão.

Cristalino

O cristalino é uma estrutura que tem consistência gelatinosa e elástica e se situa logo atrás da pupila. Ele focaliza a luz que entra na pupila e forma as imagens na retina. Essa capacidade elástica permite o foco para enxergarmos os objetos mais de perto ou de longe, permitindo enxergarmos com clareza e foco os objetos. Depois dos 40 anos, essa estrutura perde um pouco dessa flexibilidade, dando origem à presbiopia, também conhecida como vista cansada.

Com o passar do tempo o cristalino pode ficar escurecido, sem flexibilidade e impedir a passagem de luz necessária para a visão. Esses aspectos caracterizam o quadro conhecido como catarata.

Retina

A retina é a estrutura onde se formam as imagens daquilo estamos vendo. É a camada mais interna do olho, sendo um tecido nervoso que repassa as informações para o cérebro por meio do nervo óptico. A parte central da retina chama-se mácula e permite que a gente enxergue com precisão as cores e detalhes das imagens.

Nervo óptico

É a estrutura responsável por fazer a ligação do olho ao cérebro. Funciona assim: a imagem capturada pelas células da retina é transmitida ao cérebro por meio desse nervo, ou seja, sem ele as pessoas não conseguiriam enxergar.

Glândula lacrimal

Fica situada na parte interna da pálpebra superior e tem a função de produzir lágrimas, que umedecem a superfície do olho, fazem a nutrição da córnea e retiram substâncias estranhas que possam chegar até o globo ocular.

 

 

Agora que você conhece as principais áreas dos olhos, lembre-se que é fundamental fazer o acompanhamento regular com um oftalmologista, esse profissional está apto para tratar problemas da visão — como catarata, glaucoma e outras doenças — que podem trazer distúrbios e até perda da visão, o que prejudica não só sua saúde como também sua qualidade de vida.

 

Gostou do nosso artigo e está em busca de um oftalmologista experiente e qualificado para você e sua família? Então, entre em contato com as clínicas Olhar Certo e agende a sua consulta já!

 

Saiba mais

Interessou-se sobre o assunto?
Entre em contato conosco e converse
com um oftalmologista da nossa equipe!

Entre em contato
Últimas Postagens