Olhar Certo / 13/02/2020 / Doenças oculares

Você sabe o que é calázio? Conheça os principais sintomas!

Quando alguém apresenta uma infecção com aspecto arredondado nos olhos, é comum associá-la ao ordéolo, mais conhecido como terçol, bonitinho ou olhinho. Mas há uma inflamação muito parecida com ele: o calázio, que será diagnosticado com a ajuda de um oftalmologista. No entanto, aqui daremos algumas dicas para que você tenha uma ideia sobre o problema.

Caso você não saiba o que é calázio, essa é uma lesão inflamatória crônica, que causa secreção anormal nas glândulas sebáceas dos olhos, provocando a obstrução do seu canal de saída. Continue a leitura para entender como ocorre a doença e suas características.

O que é calázio e qual a diferença entre ele e o terçol?

O terçol, geralmente, é mais conhecido pela população. Trata-se de uma infecção bacteriana com o aparecimento de um nódulo avermelhado, de aspeto redondo e que costuma surgir bem próximo aos cílios, na borda da pálpebra. Muitas vezes, causa dor no paciente, sensação de queimação e, em raros casos, febre.

Já o calázio, apesar de ter um aspecto muito parecido com o terçol, não é provocado por uma infecção bacteriana, mas sim por uma reação inflamatória do organismo. Ele também traz como sintomas o nódulo avermelhado, a pálpebra inchada e a sensibilidade, mas esses incômodos são mais leves do que os apresentados pelo terçol, causando menor dor.

Geralmente, o calázio é um problema mais persistente, ocasionado por uma má evolução do terçol. As duas enfermidades costumam ter o mesmo período de duração, que varia entre dois a cinco dias, e desaparecem de forma espontânea na maioria dos casos. 

Quais as possíveis causas do calázio?

O calázio pode surgir como uma inflamação natural do corpo, mas quando aparece com muita frequência, pode indicar o início de outros males, como miopia, hipermetropia, astigmatismo ou refração no olho. Por isso, a consulta ao especialista é tão importante, visto que o calázio pode estar relacionado a outros problemas que não são perceptíveis no momento.

Existem tratamentos para o calázio?

A higienização é a primeira e mais importante medida para tratar o calázio, já que essa é uma enfermidade que tende a desaparecer em poucos dias. O ideal é lavar o olho com shampoo infantil neutro e sempre limpar muito bem as mãos quando for mexer na área. Isso evita o agravamento da doença e o surgimento de outras enfermidades.

Além disso, é importante aplicar compressas mornas pelo menos duas vezes ao dia, massageando suavemente a região por cinco ou dez minutos. Elas ajudam a aliviar os sintomas e tornam possível a drenagem do líquido para fora do olho. Não pressione o calázio na tentativa de que ele estoure. A massagem deve ser bem delicada e feita somente enquanto você aplica a compressa morna.

Já em casos de persistência do problema, o médico poderá fazer a remoção por meio de cirurgia, que é indicada em último caso. Também é possível utilizar a aplicação de injeção de esteroides no local.

Ressaltamos que a automedicação é muito perigosa, principalmente quando estamos falando de doenças oculares. Um simples colírio que você utiliza no dia a dia pode não ser tão inofensivo quando o olho está lesionado.

Agora, você já entendeu o que é calázio e qual a diferença entre ele e o terçol. Caso esse problema surja em seus olhos, adote as medidas simples de higienização que indicamos acima e nunca despreze a consulta com um oftalmologista.

Quer tirar mais dúvidas e conversar com um especialista? Entre em contato conosco!

Saiba mais

Interessou-se sobre o assunto?
Entre em contato conosco e converse
com um oftalmologista da nossa equipe!

Entre em contato
Últimas Postagens